Quando um coração pulsa para dois

Por Wecia Mualem

Meu filho… Vida que pulsou no meu ventre por 34 semanas, que
me fez sentir: Mãe, Mulher, Menina… Potente e Impotente…
Forte e Fraca… Feliz e Infeliz… Viva e Morta
Quanta ambivalência! Sentir o teu movimento e ouvir o teu
coraçãozinho junto ao meu, foi um
estado de êxtase. Você me tornou mãe, me enobreceu,
me trouxe a dor e a alegria desse momento…
Filho, meu filho que deixou a sua marca visceral em mim,
onde levarei à eternidade como símbolo do que é ser
verdadeiramente mãe, mulher, guerreira, castrada, humana…
Meu corpo doeu, minha alma ardeu em chamas.
Que real doloroso! Resisti?
Faria tudo novamente, meu filho,
somente para sentir a intensidade dessa relação indescritível,
imensurável, faltosa, faltante, ausente, presente,
pulsar forte dentro das minhas entranhas. Meu filho,
meu anjo Lucas Gabriel, obrigada pelo rico e doloroso,
curto e intenso aprendizado de te maternar
e amar por toda a vida…
Os nossos corações estão unidos em um só coração!

Ebook – Quando um coração pulsa para dois

Outras Publicações